Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O GRITO DO SILÊNCIO

Domingo, 26.11.06

Há silêncios dentro da alma

silêncios que ficam

na vã ausência das palavras

Há silêncios que calam

silêncios que gritam

silêncios que marcam

e marcando nos deixam

mais ainda no silêncio

Há silêncios que são gritos

silêncios que choram

silêncios feitos de mil palavras

silêncios que calam a alma

Há silêncios que são mordaças

silêncios que são calmaria

silêncios que são prisão

há silêncios fechados

guardados

silêncios que são correntes

para o coração

Há silêncios que são gritos

silêncios que são sonhos

que ficam em silêncio

numa espera adormecida

são silêncios feitos de espera

silêncios de agonia

silêncios que calam a vida

Há silêncios que são o silêncio

onde se prende a alma perdida

no silêncio da palavra

no silêncio do sorriso

grita um outro silêncio

que é feito de muitas palavras

silêncio, feito de mágoa

silêncio transformado em nada

silêncio que mata as palavras

numa boca que jaz, gelada !!!

           

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 09:22


7 comentários

De Anónimo a 26.11.2006 às 12:50

Sim poeta, existem momentos de silêncio a k a vida nos condena. Momentos k passaram pk uma palavra não foi dita. Silêncios k foram orgulho, k foram medo e mentiras. Tens razão, existem silêncios...
k as mentiras fikem kom kem as disse, pk as acções espelham-se no rosto de kem as pratica. Fika em paz poeta. jokas. Sê feliz, eu desejo muito k o sejas pk no meio disto tudo, só tu mereces ser feliz.

De Mayara a 26.11.2006 às 19:22

Olha eu quero deixar a vc o meu abraço e dizer que estou feliz por ter encontrado o seu blog. Vc não me conhece, mas eu kero a vc k te conheci numa
festa de benemerencia. Eu lembro de vc entrando no palco onde cada pessoa actuava para dar aos pobres. Alguns actores tinham contado piadas e depois anunciaram vc. Eu vi vc entrando, alto, bonito e olhei como toda a gente. Mas o que fazia vc diferente era seu jeito, seu olhar. Quando ouvi vc dizer -boa noite- com uma voz profunda e depois começou recitando uma poesia, minhas lágrimas saltaram. Vc estava parado no meio do palco, não fazia gestos, apenas sua voz enchia nossos ouvidos. Seus olhos escureciam à medida em que ia recitando. O silencio era total e sua voz nos enchia de magia como se de vc se soltasse uma luz. De repente me envergonhei. Meus olhos se encheram de lágrimas e quando fui olhar em redor vi que outras pessoas choravam. Recordo aquilo como um momento mágico. Quando vc terminou de recitar, todos nos levantamos para aplaudir vc e lembro suas mãos seu gesto nos mandando parar, e suas palavras(não quero aplauso, não se aplaude o amor, sente-se.). Acredito que toda a gente naquela sala chorou e vc também saiu do palco chorando. Achei lindo aquilo. Depois soube de seus problemas, suas internações, sempre tentei agradecer a vc aquele momento mas nunca tive como o fazer. Uma amiga me falou de seu blog e eu vim conferir. Quero deixar a vc o meu abraço, os meus respeitos e dizer que o que faz vc lindo não é seu cabelo, tão raro aqui, nem seus olhos, é a luz intyerior que emana de vc, seu carinho, sua bondade. Pessoas como vc são raras, e por isso, nada tendo a ver com este blog, eu venho prestar a vc um cumprimento que vc merece. Para quem esteve aquela noite com vc de certeza foi algo de maravilhoso também. Hoje eu rezo para que vc esteja bem e sua luz não se apague. Naquela noite eu escutei a turma comentar que vc estava muito doente. Depois tomei conhecimento de sua luta, espero que agora vc esteja bem e esteja muito feliz. Me perdoe e o meu obrigado por um dos raros momentos em que acreditei que o mundo vale a pena

Mayara
Presidente da ONG meninos de rua- RJ. BR

De Milú a 26.11.2006 às 19:39

Há momentos que as palavras pesam mais que todos os silêncios, mas há silêncios mais inquietadores que palavras. Belo este momento.! Deixo somente o meu olhar para que as palavras permaneçam, pelo silêncio, conquistadas… Beijo

De Paula Santos a 28.11.2006 às 13:42

Olá. Espero que fiques bem. Grandes gestos revelam amor, veremos se há continuidade nesses gestos. Desejo-te toda a felicidade do mundo

De Andre a 28.11.2006 às 19:53

O teu blog é o blog que adoro bué e olha qure não sou amigo de ler . Este adoro, continua

De Anónimo a 29.11.2006 às 13:25

Olhe apenas pra dentro de ti poeta e encontrarás a força k precisas.Amo-te.

De Alberto a 29.11.2006 às 15:11

os teus textos continuam fabulosos. Nota-se porém extremo cansaço e tristeza. Estavas tão feliz amigo. Que se passa, se quiseres falar, procura-me. Abraço asmigo

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes