Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não passo sem ti

Quarta-feira, 29.11.06

Sinto-me perdido num mundo

num mundo que desconheço

num mundo que não pedi

Num mundo feito de medo

Um mundo que não esqueço

onde já me perdi

Num mundo feito cinza

em que palavras não ditas

correm nas minha face

mundo de palavras perdidas

em que o sorriso tímido

é apenas um disfarce

Luto com sombras pesadas

sombra triste, desconhecida

sulcos, lágrimas marcadas

nos caminhos desta vida

por isso te estendo os braços

na procura de um carinho

palavras que pedem abraços

soluços,

que pedem aos teus olhos

que me alumiem o caminho

Em ti, procuro abrigo

em palavras que não digo

mas que tu sabes entender

lendo no meu coração

tudo aquilo que sinto

mas que já não sei dizer

E no sorriso com que minto

com que te peço aconchego

extenuado de cansaço

eu dou-te o amor que sinto

como se fossem pétalas

espalhadas em teu regaço

Lembrando todo o passado

aquele dado por Deus

aquele que já vivi

Eu digo, esquecendo o pecado

que minha cruz, são os olhos teus

que posso até passar sem Deus

mas que não passo sem ti

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:37


4 comentários

De Angelica Marques Sousa a 29.11.2006 às 21:09

Saio daqui a chorar. Os meus respeitos pelo teu coração maravilhoso

De Milú a 29.11.2006 às 21:44

Olá, meu doce amigo! O caminho da desilusão e da angústia é geralmente um caminho sinuoso, mas, a maior parte das vezes, é um caminho curto! Porém, não deixa de ser sempre um caminho de solidão. Há momentos em que não há nada melhor para a alma e para o coração do que deixar fluir tudo o que sentimos. Neste final de dia, observo a tua dor, sinto o teu sofrimento e só desejo que a chama da luz e da quietude te alegre o coração, fazendo transparecer de novo o fascínio da vida nas tuas palavras. Um beijinho de saudade

De Clara a 30.11.2006 às 11:02

Bom dia meu amigo. Lindo o teu texto. Lindissimo. Um grito saido bem do fundo da tua alma. Que Deus te dê a paz que pedes ai, o carinho e o amor. Poucas pessoas o merecem tanto como tu. Um beijo com muito carinho.

De Andre a 30.11.2006 às 13:36

poema muita lindo pá, mas bué da triste. Gosto de passar por aqui

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes