Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A LUZ e a SOMBRA

Sábado, 19.10.13

 

Acho que todos aprendemos que a luz é inimiga da escuridão e que a escuridão encerra tudo quanto é maléfico e opressor . Nunca partilhei dessa ideia , para mim, é aquilo que muito se expõe que mais armadilhas contem . Para mim a sombra , o escuro , sempre foi sinonimo de paz , de tranquilidade , de equilíbrio . Amo o Sol , mas é a ele que concorrem todos os que querem estar na ribalta . Falo nisso em sentido figurado , obviamente . A vida ensinou-me que os amigos que lutam para estar sempre na luz , que me exibem a sua amizade como prata resplandecente , tantas vezes são incapazes de sentir o quanto apenas me usam para se sentirem numa ribalta temporária . Tantas vezes ouço juras que depois não são cumpridas e promessas que não passam disso mesmo . Tive na minha vida pessoas que quase me sugavam a alma na tentativa de parecerem e de me fazerem crer que eram as minhas almas gémeas . Porque amigo também tem que ter uma alma gémea , com interesses semelhantes , ainda que , com opiniões discordantes . E de todos esses amigos que erguiam e muitos ainda erguem a sua amizade , qual bandeira rutilante de luz , nesses eu apenas encontro o eco das minhas próprias palavras e um egoísmo de posse que não é , nem nunca será um sentimento válido e generoso . No entanto , porém , guardo na sombra , amigos , esses sim , que eu sei que não erguendo ao céu a trombeta anunciadora , o são de verdade . As pessoas que mais me seguram , que erguem e mantêm a minha estrutura base estão no escuro , na sombra . Não por imposição minha , alguns por desejo deles , outros porque a vida tomou um rumo que os deixou ali , na sombra . E quando o sol me castiga a pele , quando o calor me exaure as forças e quando a luz excessivamente brilhante tenta cegar os meus olhos , é para ali , para a sombra que corro . Sei que ali , onde tudo é paz e quietude , onde o sentimento existe , sincero e real , sem ter que se tornar um facho que rasga a noite, ali eu posso repousar tranquilo, posso ser eu , posso falar o que sinto , o que quero , o que preciso, posso despojar-me das vestes requeimadas pelo sol de tantas pessoas que são apenas luz intensa e vazia . Na paz das minhas sombras eu mergulho num mar de tranquilidade e são as mãos de sombra , ternas e carinhosas que tratam a minha pele ferida pela luz . É nas sombras que eu me projecto , me reequilibro , ganho força para enfrentar mais um dia cheio de tanta luz .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:28


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds