Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



SAGA DE AMOR

Quarta-feira, 13.12.06

Esta noite o desejo

brotou de nós

como fonte

que corria

das nossas veias

Teu rosto tremia

na agonia do desejo

Suspirei antevendo

a entrega plena

do nosso amor

num impulso selvagem

nos entregamos

entre o prazer e a dor

Na tua boca bebi o mel

que queima a minha língua

num doloroso ardor

e o meu corpo se entrega

num delírio

quase enlouquecedor

Tiras-mes a camisa

e com ela algemas

as minhas mãos ansiosas

teus lábios percorrem-me

mordes-me

provocando uma dor

que já nem é amor

é loucura

tesão

os meus gemidos brotam

da minha boca

que treme de paixão

Dominas-me

possuis-me

sou de novo menino

entregue em teus braços

sou homem

desejo

ternura

e carinho

Tua boca explora-me

toca meu corpo

que implora ansioso

meu corpo treme

suspira

desejando o gozo

Quando finalmente

depois de me excitares

me soltas as mãos

agarro teus seios

castigo o teu corpo

num ódio que é paixão

Penetro-te com fúria

num desejo de te ter

de te castigar

numa fúria

sem me deter

pelos teus gritos

gemidos

de dor e prazer

Nossos corpos unidos

giram em mil formas

sofrem mil entregas

debatem-se

castigam-se

rolam

entregues

num desejo insatisfeito

gemidos

suor

dor

paixão

em corpos sedentos

os nossos gemidos intensificam-se

os movimentos aceleram

acelera o ardor

brota da nossa boca

o grito cúmplice

uivado animal

do prazer obtido

já calmos

nossas bocas unem-se

na paz

de um desejo apetecido

Abraçados

relaxados

corpos calmos

depois do prazer

dormiremos abraçados

noite fora

até amanhecer

O novo dia trará o sol

um novo desejo

que mais uma vez

nos fará pertencer

a fome um do outro

num desejo absoluto

que mais uma vez

nos irá vencer

e de novo unidos

nossos corpos

delirantes

se entregarão por instantes

que vão ao infinito

de um novo prazer

que no corpo

um do outro

iremos obter

nós dois

unidos

o desejo

a loucura

o prazer

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:55


1 comentário

De Luciana a 16.12.2006 às 00:51

Boa noite ,não gostaria que levace a mal o que vou dizer gostaria que me informace onde posso encontrar estas lmagens colocadas em seu blog ,menino não me negues esta gentilesa ,estou de volta e encontro outra ja disse é detirar o folego suas poesias convida ao amor ,vc tem uma fonte enesgotavel de palavras enloquecedoras ,não fique triste comigo por favor ,mais é de arrepiar todinha beijos amiga.LU

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes