Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



VENHA O SILÊNCIO

Terça-feira, 20.02.07

 

 Que bem sabe o silêncio

que oculta as palavras falsas

que ecoam no seio da alma

quando perdido me vejo

sinto

quero

desejo

que a paz desça sobre mim

e o silêncio me cobre

como manta bordada a ternura

por mãos de anjos

e querubins

Que bem sabe o silêncio

quando sabemos tão bem

o som das palavras ditas

o que não dizem

e nos querem dizer

onde cada palavra pesa

não por aquilo que disse

mas pelo que quis esconder

Que bem que sabe o silêncio

quando calado, eu penso

nas palavras que não disse

nas que se me prenderam nos dedos

e afogaram segredos

que jamais ousarei dizer

Como é bom o silêncio

quando a palavra mata

quando ela é dor

é espada

que atinge o coração

Que se faça silêncio na madrugada

quando meus olhos buscam

o interior de mim

e me atrapalham as palavras

que me perdem do meu rumo

palavras que fazem eco

neste caminho traçado

pelas minhas próprias vontades

Como sabe bem o silêncio

quando o peito aperta

a alma dói

e as lágrimas que caem

são silêncios partilhados

tão calados de saudades

Ah como é bom o silêncio

quando pela calada da noite

o meu sonho percorre

os mapas que eu tracei

Que desça a mim o silêncio

porque a palavra

essa

essa que sempre busquei

perdido em caminhadas

caminhos

almas cruzadas

essa

eu não encontrei

Que venha enfim o silêncio

em que me enrolo

e me perco

ao sabor da noite que é minha

que abafe em mim o grito

que contenho mordendo os lábios

para não assustar a noite

que enfeitada de estrelas

espera o seu namorado

o lindo e claro dia

Que venha a mim o silêncio

que se faça na minha alma

paz

sonho

Magia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:27


3 comentários

De Milú a 20.02.2007 às 17:39

Quando se escreve o que corre dentro de nós, as palavras saem sem dificuldade e são belas. Tão belas quanto nós! E é por isso que quem te lê, fica cúmplice destes avessos e dos sentimentos que te invadem. Silêncio é uma óptima escolha para as dúvidas... um óptimo companheiro. Ele fala-nos ao ouvido, sem ferir, sem interromper a corrente do pensamento. Silêncio é preciso. No meio dos ruídos e dos barulhos da nossa existência que compõem a vida, por vezes, precisamos de parar para ouvir também o silêncio das palavras. É no silêncio que tomamos consciência de nós... que apuramos sentidos... que nos harmonizamos... que encontramos equilíbrio. E lá que te renovas, que ganhas força para renascer... é também no silêncio que despertas para tudo o que te rodeia, para tudo o que afinal importa. Na sua vastidão é que, por vezes, descobrimos que afinal demos demasiada importância a algumas pequenas coisas. No silêncio sei quem sou, sabes quem és... atrevo-me a dizer que o silêncio é a "arma" dos fortes, dos corajosos. Quantas pessoas não conseguem estar um minuto que seja em silêncio com medo de se ouvirem???? E seria tudo mais fácil, se cada um ouvisse o seu coração. Belo poema este! E não estejas assim... porque atrás de algo triste, vem sempre sempre felicidade... basta mudar a forma como olhamos as coisas e o mundo! És um escritor que põe toda a sua alma nas palavras. Elas desvendem o mistério do teu sentir.... no silêncio da alma... aquela alma que tu fazes transparecer em todos os teus textos. Fica bem. Muita força.

Um beijinho doce

De Valquiria a 20.02.2007 às 20:16

Que bom,que você voltou.è no silêncio que achamos todas as respostas.Não sufoque seu grito coloque para fora ,as estrelas iram lhe agradecer este desabafo seu.
A certeza que estamos sempre começando...
A certeza que precisamos continuar...
A certeza que seremos sempre interrompidos antes de terminar...
Isto;é a vida meu amigo.
Beijos imensos para você
Val

De amiga a 21.02.2007 às 12:54

Olá amigo. Hoje não vou brincar, vou falar muito a sério, humpt , como já não consigo falar ctg no MSN , pk tu tens o péssimo hábito de não responder, ainda vamos falar sobre isso. Ouve lá mouro, tu não te atrevas a ir abaixo. Trata de escrever e deitar tudo para fora. Essa coisa de abafar gritos é uma má onda. Eu sei k tu és conhecido, rico, coisa e tal, vives paparicado pela corte, mas para mim és o gajo que dps de ler uma matéria sobre mim me adicionou. Tiveste paciência de aturar as minhas noites de má onda. Deste-me conselhos muito bons e foste o único gajo k sempre me respeitou aqui sem alarvejar . Por tudo isso eu desejo k sejas feliz. K não caias em depressões e k escrevas como sempre o fazes. Se quiseres conversar sabes onde me encontrar. Mas parece-me que há uma outra pessoa, do norte carago , k te vai por na linha lol . Beijo

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes