Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dádiva

Quarta-feira, 25.04.07

 

Venho do fundo dos tempos

de um tempo que não conheço

de uma vida que vivi

num tempo que eu esqueci

Venho do fundo do tempo

de um tempo esquecido no tempo

que no tempo se perdeu

Venho de uma vida esquecida

que no tempo ficou perdida

vinda de um tempo antigo

que o próprio tempo esqueceu

Venho de um tempo que é segredo

um tempo que esqueci por medo

medo de uma vida passada

que passei sem deixar marca

que me deixasse voltar

a esse tempo que vivi

voltei de uma vida passada

sem caminho

sem estrada

perdido na solidão

Voltei para te dar o que é teu

que nessa vida passada

quando parti eu levei

nessa vida que vivi

em que tanto te amei

um dia quando parti

de mim nada te deixei

então voltei a esta vida

para te dar o que é teu

aceita o que te trago

de um tempo

que ficou no passado

aceita o meu coração

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:45


1 comentário

De Valquiria a 25.04.2007 às 22:19

Podemos dizer que seu texto ,perdidono labirinto da vida.Pedacinhos que se perderam lá trás.Deslizando pelo tempo,pelos anos que passam.Você quer voltar ao tempo juntar os pedacinhos do sonhos e começar outra vez.Posso dizer que para o amor não existe convite,portas ou até limites.Pelos sentimentos nós encontramos o desejo de amar que une duas almas.São almas em busca da felicidade.Vou afirmar que você é um romântico a 500%.Será muito feliz você merece toda felicidade que o mundo possa lhe oferecer.Será que exagerei?Não nós que te conhecemos sabemos a alma linda que você é.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds