Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ódio/Amor

Sábado, 12.05.07

Odeio-te porque me fazes ver a verdade

odeio-te porque desvendas a minha alma

odeio-te porque me obrigas a acordar

odeio-te porque me mostras o mundo

odeio-te porque me arrancas do sonho

odeio-te porque o teu olhar me prende

odeio-te porque o teu sorriso me escraviza

odeio-te porque tu conheces os meus medos

odeio-te porque tu sabes tudo de mim

odeio-te porque me envolvo nos meandros

da tua alma

odeio-te porque és a outra metade de mim

odeio-te porque vives da minha vida

odeio-te porque daria o meu sangue por ti

odeio-te porque deixei de ser eu, sem ti

odeio-te porque me libertas

e libertando-me me tornas mais escravo

Odeio-te até ao extremo de mim

Odeio-te porque te amo

e sei

que este amor não terá fim

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:00





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes