Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Perco-te

Domingo, 20.05.07

 

Não queria perder-te e perco-te

em cada ausência tua

Perco-te nos silêncios

nas palavras não ditas

nos sorrisos que morrem

muito antes de nascer

Perco-te na ausência das palavras

em que o silêncio cala

cada momento passado

cada abraço perdido

num mundo imaginado

que não tem tempo

nem espaço

Perco-te nas emoções contidas

nas horas não vividas

em que a dor rasga a alma

na emoção do momento

Perco-te quando te encontro

e o sorriso morre

abafado por uma dor maior

perco-te nas asas do vento

quando perdida de mim

voas para paragens só tuas

Perco-te no sonho

procuro-te no mistério

perco-te na vastidão

do firmamento

procuro-te na eternidade

e quando a noite cai de mansinho

é o teu rosto que vejo

emoldurado pela saudade

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:16


3 comentários

De Valquiria a 21.05.2007 às 01:47


Lendo seu texto hoje,é como estar a procura do caminho que te leve ao equilibrio.O caminho que te deixa em paz, um caminho que te faz voltar para dentro,buscando luz que tantas vezes te deixou na escuridão.Você é especial com sabedoria nas suas palavras.A vida é um caminho que se faz,como todos os caminhos,caminhando...Ou seja, o que mais queremos e que nos pode fazer sentir felizes.È um caminho sem fim,mesmo quando encontramos com a felicidade,porque esta precisa ser regada e alimentada.

De Paloma a 21.05.2007 às 14:22

Oi miguxinho...vim retribuir sua visita...desculpe o atrazo...rsrs...adorei o poema dos morangos...rsrs...é bem afrodiziaco...Vc ta de parabéns mesmo!!!
Te desejo um dia,uma semana,o mes,o ano,os anos de muita paz,amor sucesso,alegria e tudo mais que vc desejar....Deus está conosco...bjuss

De Mulher a 21.05.2007 às 15:46

OI, QUERIDO. DEIXEI UM PRESENTE P/ VC NO POST. BJIN E BOA SEMANA.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes