Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Eu e a Depressão

Quarta-feira, 26.03.14

 

 

Hoje aconteceu algo que me alertou para um problema cada vez mais comum , a depressão . Hoje um amigo ligou-me, estava eu a trabalhar, para me dizer o seguinte :- Estou com depressão .

-Estas com quê ? - Perguntei com cara de parvo .

- Estou deprimido ...

- Mas porquê? - Tornei eu a perguntar , ainda mais que tinha pouco tempo para falar com ele.

- Não sei , mas estou deprimido .

- Tu estás é burro...

Ele claro , desligou .

E isso me colocou perante uma realidade nua e crua . Temos um mundo de gente deprimida . Mas ninguém se pergunta porquê . Tirando os casos das depressões químicas provocadas por medicamentos , que é um caso à parte , o resto das depressões são fruto de uma sociedade que se multiplica a esmo . Eu lembro-me dos meus tempos de criança, em que a minha mãe me contava que muitas mulheres tinham os filhos mesmo no campo, ali em baixo de uma arvore . Muitos dos filhos morriam de doenças infantis , elas trabalhavam no campo , na monda , na ceifa , suportando temperaturas altíssimas ou na azeitona , onde se expunham a frios terríveis e chuva . E elas deprimiam? Não . Isso porque embora trabalhassem oito horas ou mais , chegavam a casa tinham filhos para cuidar , casa para arrumar , jantar para fazer . E o jantar era feito ao lume com lenha que elas mesmo carregavam , a roupa era lavado no rio e para passar a ferro , tinham os ferros a carvão , em que era preciso ter uma habilidade eximia para não sujar a roupa . O chão era esfregado a pano , e depois de tudo isso , alguma mulher se deprimia? E tempo para isso?

Dirão vocês , mas isso era a classe mais baixa , que nem tempo tinha para pensar , mas e os outros?

A minha família sempre foi feita de grandes mulheres , lutadoras, a minha mãe geria uma casa enorme e duas herdades , completamente desapoiada , porque o meu padrasto que era militar estava fora por grandes espaços de tempo . Era a minha mãe que contratava e despedia empregados , quem geria as casas agrícolas , quem investia e gastava . De certeza que o casamento dela não era um mar de rosas, como nenhum é , ela teve perdas , desgostos , tristezas , mas nunca essa senhora deprimiu . 

Hoje tudo é mais fácil , as mulheres tâm as lidas caseiras bem mais facilitadas . E por muito que se reclame da crise , a vida ainda é melhor que em tempos idos .

Então de onde vem tanta depressão?

Para mim , depressão começa por ser falta de fé . As pessoas não inquirem porque estão aqui , nem a missão que trazem e não param um minuto para pensar no Dom Divino que carregam com elas , a vida .

As pessoas não pensam que não estão aqui por acaso . Se a humanidade seguisse os mandamentos do Pai, ninguém teria tanta dor .

Não haveria tanto lar desfeito , tanta mulher a deprimir porque se acha usada , trocada ou traída . Não haveria tantos filhos que de tanto verem pais separando , casando ,  perdem a noção da instituição base da sociedade , a família .

E o mesmo vale para os homens , quando a vida dá uma guinada , nos puxa o tapete , o caminho é lutar , procurar , batalhar , ficar num canto a deprimir-se não vai ajudar em nada .

Temos que acima de tudo aprender a organizar as nossas emoções . A felicidade , a tristeza e todos os outros estados de alma , são passageiros . Só se tornam fixos se nos agarrarmos a eles .

Se está triste , sem tem um problema , pare , veja se dá para resolver , se não dá , contorne .

Se está zangado ou zangada , grite , quebre um prato , bata a porta , mas nada de ficar a remoer e a deprimir-se .

Os psiquiatras costumam dizer-me a rir , que a depressão é a doença da moda e que sem ela viveriam bem pior .

Para mim não é uma questão de moda , é uma questão de atitude , de falta de fé e de organização na vida e ainda mais de uma falta de entrosamento com os outros .

Como posso ficar deprimido , se ao meu lado alguém precisa de mim?

Como vou ficar remoendo mágoas inventadas ou verdadeiras , se Deus me deu mais um dia para eu ver o sol , ouvir risos, poder abraçar quem amo .

Se tivéssemos a real noção da dádiva de estarmos vivos , ninguém perderia minutos preciosos amarrando o burro .

Os problemas aparecem , mas a forma como os encaro é uma opção minha .

A depressão vem também quando nos começamos a vitimizar . Ninguém me entende , ninguém me apoia , não posso contar com ninguém , tenho problemas que mais ninguém tem, coitadinho de mim... ora bolas , tretas .

Se os outros não o entendem, faça-se entender , se não apoiam , lute você mesmo, afinal só clube de futebol precisa de uma grande torcida . Se não pode contar com ninguém , conta com o apoio mais poderoso do mundo , Deus .

Problemas todo o mundo tem , o jeito é saber enfrentar , não há nada que seja impossível. 

Coitadinho , o caramba , levante-se desse marasmo idiota e vá à luta. Depressão? Pois sim , incapacidade de enfrentar e entender a vida , isso sim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:33


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds