Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Solidão Suave

Sexta-feira, 07.03.14





Solidão doce é quando eu fecho os olhos e absorvo a calma suave do silencio . Quando a minha alma se encontra e se compreende a si mesma , quando o meu olhar capta o exacto momento em que o mar e o céu se encontram na agonia suave do anoitecer . Solidão doce é quando a lua banha o meu quarto e cada objecto tem o contorno irreal da fantasia . Solidão doce é quando a minha voz silencia e a minha mente capta mensagens da natureza . A solidão pode ser suave como o veludo , quando cansado do barulho incessante dos meus dias tumultuados , busco o silencio que me deixa enfim ouvir-me . É no silencio que me ouço e me encontro , que me perco e me acho num encontro final de mim , comigo mesmo .É na solidão suave , doce , terna , que me abraça quando a noite cai, que sinto o medo esvair-se em algo semelhante a lágrimas de luz . É na solidão doce que vejo como se de dentro de uma esfera de cristal fosse , coisas que me fazem mal, coisas ridículas , inacreditáveis , gestos sem sentido, atitudes que me deixam atónito , se essa capacidade eu tivesse ainda . É na solidão suave que me perco e perdendo-me mergulho num rio de ternura que se abre perante mim . É a solidão suave que me acalenta, que me embala as noites mal dormidas , que me dá o equilíbrio que ainda preciso ter . E vivo , partilho, sonho e sorrio ... em meio à minha doce solidão .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 17:02





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes